quinta-feira, 14 de maio de 2009

Simon Jenkins, articulista do jornal The Guardian, da Inglaterra

Nós aqui a chutar a bunda de deputados que fizeram e fazem a farra com dinheiro público, pensando que é coisa de país sul americano, essas coisas, e leio hoje um colunista do jornal britânico The Guardian a meter o pau nos deputados lá deles, por causa de um escândalo envolvendo dinheiro público para uso particular de coisas até piores do que passagens aéreas, coisas como faxineiras, pagamentos de hipotecas, corridas de táxi etc. Até aí, tudo mais ou menos bem, com o tal colunista e sua indignação que o leva a dizer do presidente da Câmara que (abram-se aspas) não sei como ele pode continuar no cargo por mais um único dia (fechem-se aspas). Isso na Inglaterra, um país dito civilizado, que tem até rainha! E é aí que o bicho pega, na minha opinião: um país tão metido e tão avançado, e tem hábitos políticos tão idiotas e medievais quanto o culto a uma instituição falida e imbecil quanto a realeza! Uma rainha, com príncipes, princesas e outras bobagens, é tão idiota quanto os ditadorezinhos que costumavam (e ainda costumam) frequentar os governichos de países menos “civilizados” da América de baixo, ou seja, da América Latina. Então, estamos quites, não é, senhor Simon Jenkins, ou seja, se tivemos (e ainda temos, mas bem menos) esses ditadores, vocês têm instituições também de valor e reconhecimento bastante discutíveis. Então, não precisava titular o seu artigo com esta pérola (abram-se, de novo, as aspas) ridículo, como numa república de bananas (fechem-se as aspas). Ora, senhor Jenkins, reclamar dos seus deputados, tudo bem, mas querer fazer ironia conosco, que estamos aqui a buscar nossa dignidade, é muito feio! Nós somos pobres, mas somos limpinhos. Não tem essa de república de bananas, não! (Aliás, só por ser civilizado é que não sugiro ao senhor um bom uso para as suas bananas!) Por isso, só por isso, senhor Jenkins, é que hoje, eu quero que o senhor VÁ LAMBER SABÃO juntamente toda a sua realeza estúpida, com seus lordes e deputados emplumados, mesmo que seja um sabãozinho mais perfumado, aí do primeiro mundo de vocês, tão cheio de ladrões quanto o nosso!

Um comentário:

  1. VÁ LAMBER SABÃO,o mundo é bem mais complexo do que nossas vãs filosofias ou mentes assim o acha.Corrupção,e política sempre estão de mãos dadas-ou seja,não existe pedaço deste planeta que não os experimente,entretanto,todavia,porém,COMO ELA(a corrupção) é tratada,ou mesmo uma tentativa de baní-la,sem dúvida nenhuma,varia.Cabe aos jornalistas,de qualquer país,expo-la,para que o povo seja "democratisado",ou aprenda a pensar,a escolher melhor.É sempre bom ter uma mente crítica para melhor "enxergar" a realidade,seja ela qual for.Abraço.

    ResponderExcluir