domingo, 14 de junho de 2015

Euardo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados








Esse vai precisar de uma cuba do tamanho do Congresso, cheia de água e sabão, para conseguir limpar a língua e as ideias idiotas que ele tem. Não dá nem para destacar algo "significativo" que ele tenha falado, porque tudo o que sai de sua boca tem o mesmo valor de cocô de cabrito: redondo, brilhante, bonitinho, mas... é cocô. Ele se acha o novo rei do Brasil, porque obteve - sabe-se lá como - um mandato de dois anos como presidente da Câmara dos Deputados. Mas sua mente é tão poluída de merda evangélica quantos seus conceitos políticos têm a profundidade abissal de um pires de bosta. Não vou gastar muito tempo e o meu latim com esse indivíduo, por mais "autoridade" ele se julgue ser: cunha para o trampolim das ideias fundamentalistas e conservadoras do bando de imbecis que constitui a bancada evangélica no Congresso, esse Cunha passará como todos os de seu naipe passaram. Dele não restará mais que um retrato desbotado no corredor. E nenhuma saudade. Portanto, senhor Eduardo Cunha, para que os vermes roam com menos nojo o seu cadáver, vá tomar um bom banho de soda e VÁ LAMBER SABÃO, muito sabão, para que sua língua não apodreça antes da hora.




Nenhum comentário:

Postar um comentário